COGÊNCIA
Mais do que à argumentação, o termo «cogência» reporta-se à lógica e
serve para descrever um raciocínio no qual se verificam os critérios de
avaliação informal dos argumentos.

Para Trudy Govier esses critérios sintetizam-se sob a sigla «ARG»: «A»
de
aceitabilidade das premissas, «R» de relevância das premissas
para as conclusões e «G» de
grounds, ou seja, da adequação das
premissas relativamente à conclusão.

Critério semelhante é proposto por Johnson e Blair (2005) quando
apresentam o critério da «ARS»:
aceitabilidade, relevância e
suficiência.

A cogência distingue-se da validade na medida em que não se trata de
uma avaliação meramente formal mas remete, antes, para uma forma
de
persuasão racional, para um apelo à razão que se revela como
convincente.




Rui Alexandre Grácio
 
VocAbulário
 
© Rui GrÁcio 2015