Publicações | Livros

2017

Retórica e comunicação multidimensional, (Org. com Moisés Olímpio-Ferreira), Grácio Editor, janeiro de 2017, 160 pp. ISBN: ISBN: 978-989-99682-6-4 (e-book)

Índice
APRESENTAÇÃO:RETÓRICA E COMUNICAÇÃO MULTIDIMENSIONAL 7
Moisés Olímpio-Ferreira & Rui Alexandre Grácio

O RELATO DE SI E A PRODUÇÃO DA FALA POLÍTICA DA VÍTIMAEM POSTAGENS DAS REDES SOCIAIS 11
Angie Biondi & Ângela Salgueiro Marques

DIREITO À JUVENTUDE: A RETÓRICA DA MAIORIDADE PENALNA MÍDIA BRASILEIRA 27
Carla Baiense & Maite Nora Blancquaert Mendes Dias

AS ATRIBUIÇÕES DA (NUPER-)RETÓRICA: ARGUMENTAÇÃO E PERSUASÃOEM CONTEXTO(S) MULTIMIDIÁTICO(S) 41
Eduardo Chagas Oliveira

A RETÓRICA DOS IMORAIS: ENSAIO SOBRE MÍDIA E POLÍTICA NAARGUMENTAÇÃO SOBRE O IMPEACHMENT DA PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF 55
Geder Parzianello

CONFIANÇA E SINCERIDADE NUMA ENUNCIAÇÃO MIDIATIZADA:O ETHOS TESTEMUNHAL DE FÁBIO ASSUNÇÃO E O ABUSO DE DROGAS 65
Igor Sacramento & Wilson Couto Borges

RELAÇÕES DE PODER NA ARGUMENTAÇÃO:A DIMENSÃO POLÍTICA DO DISCURSO 89
Ivo José Dittrich

CABELO LISO E SOLTO AO VENTO: O RACISMO NA METÁFORADA BOA APARÊNCIA. UMA PERSPECTIVA CRÍTICO-SOCIAL DA LINGUAGEM 105
Kelly Cristina de Oliveira & Moisés Olímpio-Ferreira

A CONSTRUÇÃO DO DISCURSO MUSICAL SEGUNDO PRECEPTIVASDOS SÉCULOS XVII E XVIII 127
Mônica Lucas

O REDIMENSIONAMENTO DOS PAPÉIS DE ATUAÇÃO EM CAMPO JURÍDICO 143
Rubens Damasceno-Morais

2016

A argumentação na interação, Grácio Editor, maio de 2016, 218 pp. ISBN: 978-989-8377-91-3 (impresso) e ISBN: 978-989-8377-90-6 (e-book)

Índice
Prefácio 7

I. Perspetivas teóricas: a argumentação na interação
1. A argumentação na interação 15
2. «Não fujas ao assunto!» — o que é que o teorizador da argumentação retó­rica pode aprender com este imperativo 57
3. Compreensão, argumentação e retórica 71

II. Racionalidade retórico-argumentativa
4. Um espelho da liberdade: uma imagem argumentativa do pensamento 93
5. Da epistemologia à racionalidade retórica: a argumentação na sua condição civil 109
6. Retórica e objetividade 127

III. Análise, Metodologia de análise e ensino
7. A importância da Nova Retórica para a compreensão de textos opinativos 143
8. Já estais saciados! — a figura retórico-argumentativa da ironia no corpus Paulinum 155
9. Recursos metodológicos ao serviço de uma interação discursiva: análise argumentativa do texto «o meu sonho» de Alcione Araújo 181
10. Reflexões sobre o ensino da argumentação 189

IV. Outras reflexões
11. Estudos culturais, perspetivismo e compro­misso cívico 199
12. A ideia de «um mundo melhor» e o fascismo pós-moderno 207
13. Virtudes do ócio 213

(Org. Rui Alexandre Grácio), Discursos, análises e contradiscursos. Poderes da argumentação, Grácio Editor, março de 2016, 164 pp. ISBN: 978-989-8377-89-0 (e-book)

Índice
INTRODUÇÃO 5
Rui Alexandre Grácio

A NOÇÃO DE ARGUMENTAÇÃO: DIFERENTES PERSPECTIVAS E IMPLICAÇÕES 7
Bruna Toso Tavares

MICHAEL POLLAN E A ARGUMENTAÇÃO EM DEFESA DA COMIDA 19
Júlia Ferreira Veado

A COMPLEMENTARIDADE ENTRE DISCURSO ARGUMENTADO E INTERAÇÃO ARGUMENTATIVA. O CASO DA ARTICULAÇÃO FICÇÃO /REALIDADE NA OBRA HARRY POTTER 33
Beatriz Pinto Siqueira

A INTERAÇÃO ARGUMENTATIVA NUMA SÉRIE TELEVISIVA 49
Giselle Aparecida Da Luz

DISCURSO ARGUMENTADO E INTERAÇÃO ARGUMENTATIVA: ALGUMAS REFLEXÕES E EXPERIÊNCIAS 61
Vanessa Amin

FACETAS DA ARGUMENTAÇÃO: UM FENÔMENO MULTIDISCIPLINAR E SUA IMPORTÂNCIA PARA A VIDA SOCIAL DO HOMEM 71
Denise Giarola Maia

AS FUNCIONALIDADES DO ATO ARGUMENTATIVO: COMUNICAÇÃO E/OU PERSUASÃO 83
Tainá Nínive Soares Guerra de Oliveira

ANÁLISE DE UM DISCURSO POLÍTICO DE DIREITA DEPOIS DOS ATENTADOS TERRORISTAS DE 13 DE NOVEMBRO NA FRANÇA 95
Lucas Eugênio de Oliveira

AS FALÁCIAS DA CRÍTICA 109
Thiago César Viana Lopes Saltarelli

ALGUMAS QUESTÕES REFERENTES À ARGUMENTAÇÃO NAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF) BRASILEIRO VINCULADAS À AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE N° 4103 121
Égina Glauce Santos Pereira

ARGUMENTAÇÃO, DEMOCRACIA E EDUCAÇÃO CIDADÃ: BREVES CONSIDERAÇÕES 139
Anna Carolina Araújo Silveira

ENQUADRAMENTO, TIPOLOGIAS E ESTRATÉGIAS RETÓRICAS NO DISCURSO 147
Venan Lucas de Oliveira Alencar

Notas sobre os autores 159

2013

Vocabulário Crítico de Argumentação, Grácio Editor, abril de 2013, 128 pp. ISBN: 978-989-8377-43-2

ÍNDICE
Prefácio — O que dizer? — Uma perspetiva exterior, por Rui Pereira 5
Entradas:
• A ocasião e os locais argumentativos 13• Abdução 13• Abordagens descritivas e abordagens normativas 14• Análise argumentativa 16• Analogia 24• Argumentação e regressão ao infinito 26• Argumentação na língua 27• Argumentação 28• Argumentação1 e argumentação2 34• Argumentário 36• Argumentatividade e argumentação 36• Argumento ad hominem 37• Argumento ad personam 38• Argumento ad baculum 38• Argumento ad populum 40• Argumento ad verecundiam 41• Assunto em questão 43• Auditório 45• Auditório universal 46• Autoridade e argumento ad verecundiam 49• Campo argumentativo 52• Cânone retórico 53• Cliché 55• Coalescência 55• Código de conduta da discussão razoável 56• Cogência 58• Concessão 59• Conclusão 59• Dedução 60• Demonstração vs argumentação 61• dialética formal 66• Discurso epidíctico 67• Entimema 69• Enunciado 70• Episódios de contradição conversacional e diferendo argumentativo 71• Erística 72• Esquematização 72• Estreitamento focal 73• Ethos 74• Falácia 75• Fases da argumentação 80• Generalização apressada 82• Implícito argumentativo 83• Indução 85• Kairós 86• Lógica informal 87• Lógica natural 89• Manipulação e sedução 92• Monologal e dialogal 95• O modelo de Toulmin 96• O provável 102• Ónus da prova 103• Pan-argumentativismo 105• Produto, processo, procedimento e processamento 106• Raciocínio 107• Racionalidade argumentativa e racionalidade sociológica 108• Receção, aceitação e adesão 115• Regras do debate e regras da argumentação 116• Relevância 118• Situação argumentativa 120• Sofistas 121• Stasis 122• Tematização 123• Tipologia de diálogos 123• Tipologias argumentativas (Toulmin, Rieke & Janik) 125• Tipologias argumentativas (Perelman & Olbrechts-Tyteca) 126• Topoi 130• Turnos de palavra 131• Visada argumentativa e dimensão argumentativa 131
Referências bibliográficas 133

Perspetivismo e Argumentação, Grácio Editor, março de 2013, 64 pp. ISBN: 978-989-8377-42-5

ÍNDICE
Nota introdutória (por Manuel Maria Carrilho) 5
1. Introdução 9
2. A questão da adequação descritiva na teorização da argumentação 15
3. Rumo a uma teoria geral da argumentação: nem generalizada, nem restrita 29
4. Elementos conceptuais para a teorização da argumentação 37
5. Um definição de argumentação 47
6. Consequências em termos do estudo e do ensino da argumentação 51
Referências bibliográficas 59

2012

Teorias da argumentação, Grácio Editor, janeiro de 2012, 450 pp. ISBN: 978-989-8377-22-7

ÍNDICE
Introdução 13
CAPÍTULO I
A emancipação dos estudos da argumentação 23
CAPÍTULO II
Marcos na teorização contemporânea da argumentação 161
CAPÍTULO III
Para uma teoria geral da argumentação: bases descritivas e metodológicas 319
CAPÍTULO IV
Elementos para uma didáctica da argumentação 393

O campo da argumentação e política de pensamento: notas finais 423

BIBLIOGRAFIA 429

2011

Fenomenologia, Hermenêutica, Retórica e Argumentação, Grácio Editor, dezembro de 2011, 430 pp. ISBN: 978-989-8377-21-0

ÍNDICE
I. A noção de fenómeno em Husserl e em Heidegger 13
II. Fenomenologia, metafísica e hermenêutica 59
III. Da hermenêutica à retórica argumentativa 83
IV. Perelman e a racionalidade argumentativa 123
V. Consequências da retórica 251
VI. Discursividade e argumentação 339

O mapa das perguntas, Grácio Editor, setembro de 2011, 24 pp. ISBN 978-989-8377-18-0

NOTA
Livro infantojuve­nil com ilus­tra­ções de Catarina Fernandes.

2010

A interacção argumentativa, Grácio Editor e CECS, 2010, 96 pp. ISBN 978-989-9637- 7-3

ÍNDICE
Prefácio: Argumentação e pensamento: uma nova perspectiva 7
1. Argumentação, técnica de persuasão? 13
2. Argumentação e diálogo: consensos ou dissentimentos? 17
3. Qual o terreno dos assuntos argumentativos? 21
4. O que insta a argumentar? 33
5. Haverá um vínculo filosófico entre argumentador e argumentação? 37
6. Como se relacionam retórica e argumentação? 41
7. Teoria do argumento e teoria da argumentação: que vias de acesso? 45
8. Excessos e reducionismos na teorização da argumentação: onde encontrar a adequação descritiva? 59
9. Falácias ou estratégias de interacção? 69
10. O que diferencia a análise argumentativa da argumentação enquanto oposição entre discurso e contradiscurso? 75
11. Algumas noções fundamentais no estudo da argumentação 81
Referências bibliográficas 91

2009

Discursividade e perspectivas. Questões de Argumentação, Grácio Editor, 2009, 200 pp. ISBN 978-989-8377-0-5

ÍNDICE
Prefácio 7
1. Para uma teoria geral da argumentação 11
2. Discurso, argumentatividade e argumentação 13
3. Contributos para uma teoria geral da argumentação: uma leitura da Retórica de Aristóteles 15
4. A ruptura argumentativa e o acesso ao assunto em questão 19
5. Da retórica à argumentação: tema, assunto, perspectiva, questão, contradiscurso, tese e argumentos 23
6. Uma leitura do padrão de análise da argumentação de Toulmin: da garantia à perspectiva, do reforço ao poder 27
7. Dificuldades em identificar um discurso ou texto como argumentativo — contributo para uma teoria geral da argumentação 30
8. Uma leitura argumentativa do texto «Carta de Birmingham» de Martin Luther King 38
9. Argumentar a propósito… e algo mais 43
10. Práticas discursivas e argumentação: anatomia de uma ambiguidade 49
11. Raciocínios e perspectivas: O que é uma tese? E o que são argumentos? 52
12. Da persuasão à argumentação: desafiar enunciados a partir de assuntos em questão 55
13. Do auditório à interrogatividade: para uma crítica do paradigma persuasivo no estudo da argumentação 59
14. Teorias da argumentação — o estado da arte 72
15. Interpretação, análise do discurso e argumentação 86
16. O que são «argumentos»? Para além das perspectivas lógica, linguística e retórica 91
17. Os argumentos como valores de troca sob vigilância na interacção comunicacional 101
18. Duas formas de conceber «argumento» e uma forma de conceptualizar a argumentação 106
19. Entre o «como se» e o «e se?», argumentamos 119
20. Para além da argumentatividade: a unidade da argumentação 135
21. O que é uma teoria geral da argumentação? 151
22. Haverá meio de unificar a noção de argumento? 160
23. Que fenómenos estuda a teoria da argumentação? Em que consistem as suas tarefas descritivas? 164
24. «Isso não é argumento!» 181
25. Uma ciência dos assuntos em questão 190
Referências bibliográficas 195

Espelho meu, Pé de Página Editores, março, 2009, 24 pp. ISBN 978-989-614-123-3

NOTA
Livro infantojuve­nil com ilus­tra­ções de Catarina Fernandes.

2008

O afinador de palavras, Pé de Página Editores, abril, 2008, 24 pp. ISBN 978-989-614-089-2

NOTA
Livro infantojuve­nil com ilus­tra­ções de Catarina Fernandes.

Vidas de gato, Pé de Página Editores, fevereiro, 2008, 24 pp. ISBN 978-989-614-083-0

NOTA
Livro infantojuve­nil com ilus­tra­ções de Marc.  

2007

Não se ama o mar sem amar as marés, Pé de Página Editores, 2007.

NOTA
Livro de poesia.

2004

A cor das ideias, manual para a dis­ci­plina de Filosofia do 11º ano, Texto Editora, 2004. 

NOTA
Manual para a disciplina de Introdução à Filosofia do 11º ano.

2003

Guardador de per­cur­sos, Pé de Página Editores, outubro de 2003, 120 pp. ISBN 972-8159-80-7

ÍNDICE
Prefácio 3
Quando escrevo, escrevo assim 9
Poesia talvez 33
A Heidegger 45
Carta aos professores de filosofia 57
Sob o signo da singularidade 93
A madre da casa da Avó / Os nomes infinitos do ser 101
Pensar no limite 111

A cor das ideias, manual para a dis­ci­plina de Filosofia do 10º ano, Texto Editora, 2003. ISNB 972-47-2069-1

NOTA
Manual para a disciplina de Introdução à Filosofia do 10º ano.

Olá, eu sou um livro, Pé de Página Editores, 2003, 2008 e 2009, 36 pp. ISBN 978-989-614-097-7

NOTA
Livro infantojuve­nil com ilus­tra­ções de Catarina Fernandes. 

1998

Consequências da retó­rica, Colecção Retóricas, Pé de Página Editores, setembro, 1998, 160 pp.. ISBN 972-8459-05-X

ÍNDICE

Prefácio: Retórica e Desassossego 5
Introdução 9
I. Rejeitar os abso­lu­tis­mos 13
1. Sob o signo da uni­dade e da neces­si­dade 17
2. Ontologização do saber, diá­logo e dia­léc­tica 21
3. Platão e a retó­rica 25
4. A dimen­são teo­ri­cista do saber frente à sua dimen­são prá­tica. Reabilitação dos sofis­tas 31
5. A dinâ­mica do plu­ral 37
5.1. Pluralismo filo­só­fico e cri­ti­cismo 37
5.2. Radicalidade, pai­xão das ulti­mi­da­des e des­cons­tru­cio­nismo expli­ci­tante 39
5.3. Fundamentos abso­lu­tos, fun­da­men­tos sufi­ci­en­tes 41
5.4. A retó­rica ou as figu­ras do prag­ma­tismo humano 47
II. Tematização retó­rico-inter­ro­ga­tiva da filo­so­fia 55
6. Alguns con­cei­tos fun­da­men­tais do hori­zonte filo­só­fico con­tem­po­râ­neo 57
7. A con­tem­po­ra­ne­i­dade no exem­plo da filo­so­fia her­me­nêu­tica de Gadamer: uma abor­da­gem crí­tica 59
8. Do cen­tra­mento onto­ló­gico da filo­so­fia her­me­nêu­tica à emer­gên­cia do retó­rico e do prag­má­tico: um con­fronto entre Gadamer e Perelman 69
9. Argumentação, retó­rica e filo­so­fia 77
9.1. O campo da argu­men­ta­ção 77
9.2. A tema­ti­za­ção con­tem­po­râ­nea da pro­ble­má­tica da argu­men­ta­ção: os con­tri­bu­tos de Toulmin e de Perelman 80
9.3. O sig­ni­fi­cado da rea­bi­li­ta­ção e da reno­va­ção perel­ma­niana da retó­rica 89
9.4. O inte­resse filo­só­fico de uma teo­ria da argu­men­ta­ção 95
9.5. Da argu­men­ta­ção à retó­rica 98
10. A ine­vi­ta­bi­li­dade do lance retó­rico: ele­men­tos para uma antro­po­lo­gia retó­rica 109
III. Retoricizar a ciên­cia 121
11. Cultura e conhe­ci­mento cien­tí­fico 125
12. Os con­tri­bu­tos da epis­te­mo­lo­gia con­tem­po­râ­nea no movi­mento de des­dog­ma­ti­za­ção da ciên­cia moderna 135
13. A reto­ri­ci­dade do dis­curso cien­tí­fico 145
Referências Bibliográficas 155

Razões em jogo. Manual de Introdução a Filosofia do 11º ano, Texto Editora, 1998. ISBN 972-47-1090-4

NOTA
Manual para a disciplina de Introdução à Filosofia do 11º ano.

1997

 Razões em jogo. Manual de Introdução à Filosofia do 10º ano, Texto Editora, 1997. ISBN 972-47-0899-3

NOTA
Manual para a disciplina de Introdução à Filosofia do 10º ano.

1995

Área de Integração, Vol III, Texto Editora, 1995. ISBN 972-47-0550-1

NOTA
Trata-se do terceiro volume de um manual des­ti­nado à dis­ci­plina de Área de inte­gra­ção (dis­ci­plina da área sociocul­tu­ral). O refe­rido manual, o pri­meiro a ser edi­tado para a refe­rida dis­ci­plina, foi redi­gido em coauto­ria com o José Manuel dos Santos Girão.

Área de Integração, Vol II, Texto Editora, 1995. ISBN 972-47-0614-1

NOTA
Trata-se do segundo volume de um manual des­ti­nado à dis­ci­plina de Área de inte­gra­ção (dis­ci­plina da área sociocul­tu­ral). O refe­rido manual, o pri­meiro a ser edi­tado para a refe­rida dis­ci­plina, foi redi­gido em coauto­ria com o José Manuel dos Santos Girão.

1994

Área de Integração, Vol. I, Texto Editora, 1994. ISBN 972-47-0550-1

NOTA
Trata-se do pri­meiro volume de um manual des­ti­nado à dis­ci­plina de Área de inte­gra­ção (dis­ci­plina da área sociocul­tu­ral). O refe­rido manual, o pri­meiro a ser edi­tado para a refe­rida dis­ci­plina, foi redi­gido em coauto­ria com o José Manuel dos Santos Girão.

1993

Racionalidade argu­men­ta­tiva, Colecção Argumentos, Edições ASA, março, 1993, 158 pp.. Trata-se da dis­ser­ta­ção de Mestrado refor­mu­lada para publi­ca­ção. ISBN 972-41-1189-X

ÍNDICE

9 Prefácio
13 Nota sobre a Escola de Bruxelas
17 A Nova Retórica e o Cartesianismo
29 Questões de método: do método ana­lí­tico à ela­bo­ra­ção de uma teo­ri­ada argu­men­ta­ção
29 Questões de método em filo­so­fia: as noções con­fu­sas
34 Em busca de uma lógica dos juí­zos de valor
40 Fundamento, con­tra­di­ção e incom­pa­ti­bi­li­dade: as impli­ca­ções da filo­so­fia como filo­so­fia regres­siva
47 Uso prá­tico da razão e raci­o­na­li­dade retó­rico-argu­men­ta­tiva
49 Tematização da razão prá­tica
49 Uma hipó­tese de tra­ba­lho ori­gi­nal: o jurí­dico como modelo do pen­sar filo­só­fico
59 A regra fun­da­men­tal da razão prá­tica: a regra de jus­tiça
62 Justificação e argu­men­ta­ção
66 Tematização da raci­o­na­li­dade retó­rico-argu­men­ta­tiva
67 O encon­tro com a retó­rica. A noção de audi­tó­rio
71 Renovação da retó­rica e os pres­su­pos­tos da "Nova Retórica"
75 Demonstração ver­sus argu­men­ta­ção: para uma con­cep­ção alar­gada das noções de prova e de razão
85 Uma con­cep­ção retó­rica da filo­so­fia: o audi­tó­rio uni­ver­sal como ideal de raci­o­na­li­dade
95 Sentido e alcande de uma filo­so­fia do razo­á­vel
121 Notas
153 Bibliografia

«A filosofia constitui o domínio, não da verdade, mas da tolerância. Nada há mais intolerante do que a verdade»

Chaïm Perelman